O QUE FAZER? QUAL DIREÇÃO SEGUIR? QUEM SERÃO MEUS CONCORRENTES? MEU VOO PODE SOFRER TURBULÊNCIAS?

Muitas vezes nos deparamos com todos os questionamentos acima, aliás, vão muito além desses.

Creio, talvez nunca tenhamos vivenciados cenários de turbulências, adversidades e incertezas como estamos atualmente, prestes a completar 1 ano de uma pandemia (que ainda estamos atravessando) que está sucumbindo todos os setores da economia, principalmente o nosso segmento da educação privada.

Neste ano de 2021 pouquíssimas escolas (ensino básico) conseguiram crescer quantitativamente, o que sabemos é que uma grande maioria em todas as regiões do Brasil tiveram perdas quantitativas bem expressivas que giram em média 25%, oriundo principalmente do segmento de educação infantil.

Muitos empresários da educação me perguntam – clientes e não clientes: até onde podemos aguentar; qual direção seguir; qual o cenário em outras regiões, etc.

Rapidamente, em poucas palavras, vamos nos situar em relação ao segmento da educação básica privada, originalmente criada através de sonhos de muitos professores que queriam abrir uma escola, podemos até dizer que boa parte das escolas mais antigas nasceram da emoção, sonho, etc.

Passados alguns anos muitas escolas já fecharam suas portas, outras cresceram de uma forma absurda, chamando a atenção de grandes players da educação, outras foram criadas através de business plan com estratégia bem clara e definição de atuação, pois, é um segmento que chama a atenção pelo seu potencial de crescimento.

Num momento tão crítico pelo qual estamos atravessando, nos questionamos qual escola irá sobreviver melhor, com certeza as bases de fundamento de uma boa gestão, atrelado a uma visão clara de saber qual o momento de tomar decisões rápidas num cenário tão incerto e adverso, irão se sobressair.

Chama a atenção o volume de recursos que este segmento gerou, está gerando e ainda gerará, exemplo: atualmente, conforme estamos acompanhando pela movimentação do mercado, dois grandes grupos educacionais vão realizar uma troca de ativos. A Cogna / Vasta, venderá seus 51 colégios por cerca de R$ 1 bilhão de reais à Eleva (com 120 mil alunos e 246 escolas), que, por sua vez, repassará à líder do setor seu sistema de ensino por cerca de R$ 600 milhões, sendo a diferença para em ações (fonte: Valor Econômico 01/03/2021).

Isto é somente um exemplo de uma grande operação que está para ser definida, outras estarão acontecendo na sequência e muitas outras estarão movimentando o mercado do segmento de educação básica no curto, médio e longo prazo.

O que estes grandes players nos mostram é que ambos, tem estratégias bem definidas de atuações, o primeiro (Cogna / Vasta) atuará exclusivamente em “sistemas/plataformas de ensino”, enquanto que o segundo (Eleva) atuará com “colégios”.

Isto é somente uma amostra de tudo que virá pela frente, e qual será o cenário para a educação básica.

Nos mostra também o qual importante é uma gestão sólida em seus fundamentos, clareza de objetivos e visão de atuação.

Nunca foi tão importante, como é atualmente, dispormos de ferramentas e indicadores de gestão capazes de nos ajudar a tomar uma decisão rápida ou mudarmos radicalmente para não entrarmos em rota de colisão.

Vivemos num mercado em constante movimento e transformação, novos produtos e serviços no segmento educacional nascem da noite para o dia, assim temos que ter flexibilidade na gestão para nos adequar neste ambiente adverso.

Muito importante que nossa ferramenta de gestão nos dê indicadores para fazermos uma leitura interna (pedagógico, administrativo, financeiro, TI, marketing, etc) e externa (concorrência, novos entrantes, produtos, serviços, poder público, etc).

A qualidade do serviço oferecido pela Escola é imprescindível, da mesma forma os seus mecanismos de fidelização, para isso se faz necessário matéria prima de primeira linha (investir em bons docentes, e, se possível ter um bom celeiro para desenvolve-los dentro do ambiente com DNA diferenciado chamando a atenção dos Discentes), os indicadores externos de aprovação (Enem, Fuvest, etc) dirão se há qualidade no serviço prestado.

Da mesma forma a Escola também deverá ter excelentes indicadores de gestão administrativa e financeira, para rapidamente se fazer uma leitura da saúde financeira dessa Escola, traduz em linhas do Budget bem equilibradas, ótima reserva no fluxo de caixa e disponibilidade de recursos próprios para investimentos / capex.

Tudo isso somados resultará numa Escola competitiva, resultados notadamente comprovados, atingidos e demonstrados pelos indicadores externos. Alunos fidelizados, comprometidos e desafiados a aprender cada vez mais. Funcionários alinhados, comprometidos e motivados que pensam em equipe.

Com todos esses indicadores e ferramentas para tomadas de decisões, no painel do voo da Escola poderá até ter turbulências, mas, ela antecederá procurando a melhor rota, sair momentaneamente do ambiente de medo e incerteza e seguir firme ao destino que foi traçado.

Que sua Escola possa ter um bom voo, o céu de brigadeiro que tanto se fala dependerá de toda sua Equipe, mas principalmente de você “sócio, acionista, empresário da educação, CEO”, você é o maestro que dará o tom correto para sua orquestra tocar sem desafinar.

Estamos aqui com você e para você. Conte conosco para juntos decolarmos e voar alto!

José Aranha Júlio

CEO – JULIU’S BUSINESS FINANCIAL CONSULTING

Com 35 anos de experiência na área contábil e financeira, tendo atuado nos segmentos de indústria, comércio e serviços. Foi Auditor da Arthur Andersen.  Atualmente, desenvolve projetos de melhoria e performance administrativa e financeira em diversas instituições de ensino, em todo território nacional, participando diretamente nas estratégias com os sócios / CEO de grandes grupos educacionais que cresceram acima de 400% nos últimos 5 anos.

Diagnosticou e implantou vários projetos de reestruturação organizacional em várias instituições de ensino no país. Conferencista School Business, Saber e Educar, ministra palestras, em todos os Estados do Brasil, nas áreas financeira, econômica e tributária para todos os segmentos do setor educacional, inclusive terceiro setor. Coautor do livro Gestão Educacional, Marketing, Pessoas e Finanças: os pilares de uma gestão de sucesso.

CONTATO: (11) 98195-8662

E-mail:
[email protected]
[email protected]